GEL+50anos: PPG em Filologia e Língua Portuguesa (USP)

O GEL convidou o professor doutor Paulo Roberto Gonçalves Segundo, coordenador do programa de pós-graduação em Filologia e Língua Portuguesa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo, e a professora doutora Flaviane Romani Fernandes-Svartman, vice-coordenadora do programa, a colaborarem na identificação de desafios acadêmico-científicos para o futuro da associação.

 

Confira as respostas da coordenação!

PAULO ROBERTO GONÇALVES SEGUNDO

Professor Doutor da USP

FLAVIANE ROMANI FERNANDES-SVARTMAN

Professora Doutora da USP

Em 08/10/2018.

 

1. Que papel o GEL poderia desempenhar hoje, diante dos desafios que você enxerga para a Linguística (brasileira) contemporânea?

Cremos que o GEL poderia, por um lado, estimular práticas de multi e de interdisciplinaridade e, por outro, promover debates e discussões acerca de novos métodos de pesquisa no âmbito dos Estudos da Linguagem em São Paulo, sem esquecer do fundamental papel de buscar fomentar formas de divulgação dos resultados de pesquisa de seus membros, de modo que a sociedade possa conhecer e reconhecer o valor dos Estudos da Linguagem. Além disso, pensamos que o Grupo pode auxiliar na construção de parcerias e de projetos interinstitucionais, bem como promover cursos e seminários avançados periodicamente, de forma descentralizada, nas instituições parceiras.

 

2. Que ações poderiam ser implantadas pelo GEL?

Acreditamos que o GEL poderia constituir-se não só em um espaço de discussão acadêmica, como já ocorre atualmente, mas também em um fórum de debate docente para discutirmos questões centrais no contexto contemporâneo: políticas públicas na área de educação relacionadas à língua, modelos de avaliação intra e interinstitucional baseados em parâmetros qualitativos, fomentar formas de intercâmbio nacional entre pesquisadores, dentre outros.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *