Diretoria 2017-2019 (UNESP-SÃO JOSÉ DO RIO PRETO)

Foto (da esquerda para direita): Suzi M. Spatti Cavalari (secretária), Luciani Tenani (presidente), Lilian Maria da Silva (auxiliar de secretaria), Edson Rosa (tesoureiro) e Claudia Zavaglia (vice-presidente).

Foto: Rômulo Borim (UNESP-São José do Rio Preto)

 

Presidente: Luciani Tenani

Vice-Presidente: Claudia Zavaglia

Secretária: Suzi Marques Spatti Cavalari

Tesoureiro: Edson Rosa

 

Veja, ouça, leia a entrevista concedida pela presidente!

 

LUCIANI TENANI

Professora Livre-docente

(UNESP-São José do Rio Preto)

Em 16/06/2019.

 

1) O que significava o GEL para a Linguística de São Paulo e do Brasil no momento em que você participou de sua diretoria? Houve algum fato marcante ou curiosidade que gostaria de partilhar?

Assumi a presidência do GEL em 2017, tendo na vice-presidência, Claudia Zavaglia, na secretaria, Suzi Marques Spatti Cavalari (ambas vinculadas ao Departamento de Letras Modernas, IBILCE/UNESP), e na tesouraria, Edson Rosa (meu colega do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários, IBILCE/UNESP).

Dentre as demandas a atender, como a organização de dois seminários e o gerenciamento administrativo e financeiro da associação, elegemos duas metas que nos pareceram importantes e exequíveis, a saber:

  • fazer novo site do GEL, visando solucionar problemas de gestão (de dados de seminários e de associados), relatados em atas de seminários desde 2013, que eram oriundos da defasagem tecnológica do site.

Elaborar novo site custou muito empenho, especialmente da secretaria, porém teve a boa consequência de reduzir gastos mensais da associação e tornar mais amigável a navegação pelas páginas web da associação. Reduzir o número de seminários (decisão aprovada na assembleia de julho de 2018) diminuiu o ônus das diretorias futuras quanto à elaboração de seminários, liberando tempo e energia para proposições de ações da associação junto à sociedade e junto a seus associados, por exemplo, uma demanda que se faz notar nos depoimentos de vários ex-presidentes do GEL neste mesmo site.

Também procuramos tornar mais acessível os valores das inscrições e anuidades, tendo em consideração a crise econômico-financeira por que atravessa o país e a forte redução de recursos à universidade e, por extensão, aos docentes, pesquisadores e pós-graduandos que dependem de ajuda de custo para participação em eventos. Uma vez que não houve ajuste das taxas de inscrição e anuidade, buscamos manter a saúde financeira da associação por meio da elaboração de quatro solicitações de recursos a agências de fomento. Participamos de editais do CNPq (2018), CAPES (2019) e FAPESP (2018 e 2019) e obtivemos, com o respaldo positivo que a associação tem, recursos para custear todas as despesas com transporte, hospedagem dos convidados e com o material gráfico dos seminários que organizamos. O gerenciamento das ações da tesouraria foi coletivamente planejada.

Outra frente de atuação se deu junto à revista Estudos Linguísticos. Ao assumir a responsabilidade de edição dos volumes 48 e 49, a diretoria discutiu ações e efetivamente implantou mudanças para atender critérios de avaliação da excelência da revista, como a explicitação de políticas anti-plágios e a constituição do Conselho Editorial, com membros de instituições nacionais e internacionais. Ainda, em sintonia com as práticas editoriais contemporâneas, foram feitas alterações na organização dos artigos (que passou a ser por ordem alfabética) e na forma de publicação dos artigos para a implantação do ahead of print.

Uma responsabilidade especial nos coube: celebrar os 50 anos de fundação da associação. Foram vários os esforços da diretoria para contactar todos os membros de ex-diretorias do GEL, convidando-os para o 67º seminário, quando comemoradas as lembranças dos desafios enfrentados e das conquistas alcançadas em cada tempo. Este site é uma das ações que a diretoria promoveu e contou com a participação da equipe do CEDOCH-DL-USP que fez entrevistas e produziu material importante sobre a história do GEL, sob a coordenação da professora Dra. Olga Coelho (USP). Esta e outras ações foram desenvolvidas com o objetivo de não apenas rememorar fatos e atuações relevantes de pessoas junto à associação, mas também projetar possibilidades de caminhos a serem trilhados frente às tensões teórico-metodológicas próprias do campo da Linguística e Linguística Aplicada, mas, especialmente, frente aos desafios político-econômicos característicos das primeiras décadas deste século XXI.

2) Que papel o GEL poderia desempenhar hoje, diante dos desafios que você vislumbra para a Linguística (brasileira) contemporânea?

São vários os desafios para a Linguística na contemporaneidade. Eles poderiam ser agrupados em, ao menos, dois grandes eixos, interligados entre si.

Um eixo é de natureza político-econômica que diz respeito a questões que nos são feitas, como: qual a relevância de estudos linguísticos para a sociedade? Para quais problemas há respostas (ou contribuições) que apenas podem ser dadas pelas ciências da linguagem? Por que devem ser financiadas pesquisas (incluídos todos os níveis de pesquisadores: docentes, pós-graduandos e graduandos) sobre línguas específicas e linguagens de modo amplo?

Outro eixo é de natureza epistemológica (com potenciais consequências à formalização de arcabouços teórico-metodológicos) que compreenderá respostas a questões como: qual o papel da associação de estudiosos da linguagem frente ao advento de novas tecnologias e novas bases de organização e interação de conhecimentos científicos? Qual o lugar que estudos sobre língua e linguagem podem/devem ocupar na recente história das ciências e das tecnologias, tendo em vista as relações geopolíticas atuais?

Se, no passado, a associação nasceu do desejo da implantação do fazer científico sobre linguagem em todo o Estado de São Paulo, hoje a associação é desafiada a promover formação e intercâmbio entre jovens linguistas capazes de responderem a questões como as anteriormente explicitadas com competência científica e responsabilidade social.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *