logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Política e charge: um estudo sobre a intertextualidade
Autor(es): Camila Cristina Branquinho Barbosa Tozzi. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave charge,poltica,mdia
Resumo O Brasil, por ser um país regido pela democracia passa pelo período de campanha eleitoral de dois em dois anos. As eleições podem ser municipais, estaduais ou federais, e, nelas os eleitores têm que escolher os políticos que irão governar o país, estado e/ou cidade. O processo eleitoral organiza-se por meio de discursos e textos produzidos pelos diferentes atores que participam desse processo: a mídia, os candidatos, os eleitores, os partidos. Entre esses diferentes discursos, consideramos que o discurso midiático é um dos que tem maior poder de manipulação perante a sociedade, determinando e veiculando os valores e as formas de vida que os sujeitos devem seguir. Entre os gêneros midiáticos, encontra-se a charge, que é considerada um gênero textual cujo objetivo é satirizar, por meio de uma caricatura, fatos da atualidade, principalmente fatos políticos. Esse gênero caracteriza-se pelo uso de linguagens sincréticas, com predominância de imagens. Partindo do pressuposto que a charge constitui-se também por processos intertextuais, objetivamos, neste trabalho, verificar esses aspectos em charges publicadas no jornal Folha de São Paulo durante as eleições ocorridas no ano de 2012, para prefeitura da cidade de São Paulo. O jornal Folha de São Paulo foi escolhido pelo fato de ter grande circulação e importância no país. Nossa análise será baseada nos pressupostos teóricos sobre gênero discursivo e sobre dialogismo apresentados por Bakhtin (2009, 2011), os conceitos teóricos sobre intertextualidade de Kristeva (1974) e de Koch (2008). Koch (2008) considera dois tipos de intertextualidades: a stricto sensu e a lato sensu. A intertextualidade stricto sensu estabelece-se quando um texto está inserido em outro e pode ocorrer como intertextualidade: temática, estilística, explícita, implícita, autotextualidade. A intertextualidade lato sensu ocorre por meio da intertextualidade genérica e tipológica. Tendo em vista que o conteúdo temático das charges relaciona-se com o momento histórico em que ela é veiculada,acreditamos que o reconhecimento dos aspectos intertextuais torna-se fundamental para a apreensão dos efeitos de sentidos materializados neste gênero.