logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A voz de autoria na escrita acadêmica: perspectivas da Linguística Sistêmico-Funcional e da Análise Crítica do Discurso
Autor(es): Maria Otilia Guimares Ninin. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave escrita acadmica,engajamento,voz autoral
Resumo A escrita acadêmica tem provocado discussões entre pesquisadores da área da linguagem, que veem nesse gênero discursivo um campo de estudos promissor para se compreender como estudantes internalizam os diferentes discursos teóricos aos quais são apresentados ao longo de sua formação e como tais discursos são marcados pelas relações interpessoais e de poder no contexto acadêmico. Ao produzir um texto científico, o autor recorre a elementos da língua que marcam sua posição de autoridade, de maior ou menor concordância em relação aos teóricos que discutem a mesma temática. Por outro lado, o autor leva em consideração a comunidade discursiva e as relações de poder nela existentes, que tendem a marcar um distanciamento entre sua interpretação e as presentes nesse contexto. Os posicionamentos e considerações sobre o contexto enunciativo evidenciam-se, portanto, nas escolhas lexicogramaticais feitas pelo sujeito autor. Focaliza-se, assim, nesta apresentação, com base na Análise Crítica do Discurso - ACD (Fairclough, 1992), na teoria linguística Sistêmico-Funcional - LSF (Halliday, 1985, 1994; Halliday e Matthiessen, 2004) e na teoria da Avaliatividade, mais especificamente no subsistema de engajamento (Martin, 2000; White, 2004 [2002]; Martin e White, 2005), a construção do discurso acadêmico por meio do posicionamento dialógico, destacando-se o pronunciamento da voz autoral em textos dos gêneros monografia de conclusão de curso, dissertação de mestrado e tese de doutorado, na área de Letras/Linguística. Considerando a prática discursiva, a prática social e o texto, o estudo em andamento, inserido no Projeto de Pesquisa SAL – Systemic Across Language, toma como objeto de investigação textos produzidos por graduandos e pós-graduandos, para entender como esses autores, em diferentes estágios de desenvolvimento acadêmico, utilizam estratégias linguístico-discursivas para alinhar-se e/ou desalinhar-se às vozes de outros atores sociais presentes no texto e, assim, construir posicionamentos que valorizam ou não as posições referenciadas por essas vozes. Resultados preliminares apontam a alta presença de recursos que neutralizam a voz autoral, evidenciando a força contextual exercida sobre o autor ao realizar escolhas linguísticas para a organização de seu texto.