logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Tensão e Narração em Tropa de Elite 2
Autor(es): Mnica Baltazar Diniz Signori. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave linguagem cinematogrfica,sincretismo,funo intersemitica
Resumo Em seu clássico Teoria Semiótica do Texto (Editora Ática, 1990), a semioticista Diana Luz Pessoa de Barros afirma que “a semiótica sabe da necessidade de uma teoria geral do texto e reconhece suas dificuldades. Por isso mesmo, na esteira de L. Hjelmslev, recomenda, como primeiro passo para a análise, que se faça abstração das diferentes manifestações – visuais, gestuais, verbais ou sincréticas – e que se examine apenas seu plano do conteúdo. As especificidades da expressão, na sua relação com o conteúdo, serão estudadas posteriormente”. Acompanhando os passos da semiótica – teoria declaradamente em construção –, pode-se observar não apenas aprimoramentos relativos à abordagem do plano do conteúdo, mas também fundamentais avanços na descrição das “especificidades da expressão” e, principalmente, da associação entre os dois planos de variadas linguagens, tirando do campo de “abstração (...) diferentes manifestações”. Em sua obra Semióticas Sincréticas (o cinema): posições (Edições on-line, 2006), Waldir Beividas propõe que, paralelo ao percurso gerativo do sentido, descreva-se, no plano da expressão, um “percurso de consignação”, cuja função seria a de “provocar os efeitos de sentido concernentes no plano do conteúdo” (p. 83). No tocante às linguagens sincréticas, alerta para o fato de que os diferentes códigos que intervêm em seu singular arranjo “não operam isoladamente, cada um formando uma significação particular (...), para depois se juntarem por algum processo estranho de somatória, ou algum mais misterioso de simbiose” (p. 92). Com essa convicção, aciona o conceito de função intersemiótica, responsável pela “integração das significações dos códigos heterogêneos de uma linguagem complexa” (p. 92). Apoiando-nos nos estudos de Beividas, fundamentados na proposta teórica da semiótica francesa, propomos a análise de aspectos da relação entre expressão e conteúdo em Tropa de Elite 2 (2010, direção de José Padilha), cuidando de descrever como elementos verbais, visuais e musicais interagem na composição do sincretismo que se constitui nesse texto fílmico. (Apoio CNPQ - processo 400968/2011-8)