logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: 0 DESEMPENHO DISCURSIVO DA CRIANÇA EM ABORDAGEM LÚDICA: UMA PROPOSTA PARA ATUAÇÃO EM DIVERSOS CONTEXTOS
Autor(es): Terezinha de Jesus Costa. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave comunicao,fala,desempenho
Resumo A linguagem não é só importante apenas porque possibilita comunicação e inserção social, mas também porque faz parte da constituição de diferentes operações intelectuais; a linguagem pode criar mundos, perspectivas; é forma de ação, ela informa, influencia, expressa subjetividade e cria laços. Para Postic (1993), a força do imaginário sobre a criança faz com que encontre vínculos entre o mundo e ela mesma, interiorizando significados, construindo sua personalidade. Paralelamente, Ostrower (1987:20-21) coloca que a fala é um modo de concretizarmos a imaginação, ou seja, a imaginação é aspecto inerente ao próprio desenvolvimento da linguagem, do discurso e da conduta humana. Propiciar momentos de uso da fala com estratégias de faz de conta é um ótimo caminho para a criança mostrar o seu repertório linguístico: narrar, explicar, argumentar, fazer inferência etc. Ela faz uso da linguagem oral, comunica-se e, consequentemente, promove o seu desenvolvimento comunicativo. Segundo Vygotsky (1982), no jogo de faz de conta, a linguagem é sustentada pelas criações no plano do imaginário, é agente para se alterar os poderes do pensamento, dando ao pensamento novos meios para explicar o mundo. A respeito da comunicação verbal, podemos afirmar que é uma interação subjetiva circunstancial, sócio-culturalmente situada, e situante pelos próprios protagonistas que integram, em diferentes graus, com marca comum de simbolização que a mediatiza e a orienta. A competência de comunicação - termo entendido aqui como integrador do conjunto de competências linguísticas, textuais, discursivas, classicamente marcadas, mas também das competências culturais, sociais e ideológicas - nasce no desenrolar da história de cada indivíduo. Sabe-se, também, que os elementos situacionais, contextuais, o espaço institucional, o momento, a circunstância social, o número de participantes têm importância decisiva sobre a ocorrência do que pode ser dito ou feito em uma ocasião determinada e determinam uma situação favorável para o discurso. Considerando, portanto, que a linguagem é lugar de desenvolvimento cognitivo, comunicativo e que estabelece relações interpessoais, na medida em que a criança interage com seu interlocutor, que toma posse dos significados e os aplica a seu universo de conhecimento sobre o mundo e a seu modo particular de recortar sua experiência, também reforçamos a ideia de que a linguagem assume um papel de destaque no processo de comunicação em vários contextos. Com este propósito, e no quadro de uma abordagem funcional e interacional, pretendemos destacar alguns eventos da fala da criança que corroboram o seu desenvolvimento comunicativo em abordagem lúdica.