logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: TV versus Internet: telejornalismo como gênero textual
Autor(es): Joarle Magalhes Soares. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Texto,Interao,Telejornalismo
Resumo Com a popularização das redes sociais, o discurso jornalístico adotado em telejornais parece ter ganhado um contorno capaz de aproximar a linguagem dessas duas mídias. Com características distintas, a TV e a internet vivem uma fase na qual a convivência entre elas passou a se estabelecer de maneira que a informação dada por uma complemente a da outra. É possível observar a existência de um diálogo entre as duas mídias. Isso se torna perceptível ao observar as diferenças entre as linguagens empregadas em dois telejornais da Rede Globo: Jornal Hoje, exibido à tarde, e Jornal Nacional, levado ao ar no horário nobre. É preciso analisar as razões que levam os dois programas a terem diferenças entre suas linguagens. Os noticiários têm marcas distintas tanto do ponto de vista linguístico quanto do jornalístico. A metodologia consiste em uma comparação da linguagem usada nos dois principais telejornais da TV Globo, Jornal Hoje, ancorado por Sandra Annenberg e Evaristo Costa, e Jornal Nacional, apresentado por William Bonner e Patrícia Poeta. Para tanto, cinco edições de cada um dos noticiários estão sendo analisadas minuciosamente, de forma a se identificar traços que justifiquem o tema proposto por este estudo. O trabalho fundamenta-se nos estudos da Linguística Textual, nas reflexões e descobertas de Bakhtin (2006), e nos estudos das teorias da comunicação e do jornalismo, como os de Nelson Traquina (2003 e 2005) e Dominique Wolton (2006). Os resultados obtidos até o momento demonstram que os dois telejornais em estudo têm marcas distintas tanto do ponto de vista linguístico quanto do conteúdo jornalístico e moldam o telejornalismo de maneira a torná-lo um gênero textual agregador de público e discursos. A configuração do gênero textual telejornal permite diferenças na sua composição estrutural, seu conteúdo temático e seu estilo e é essa diversidade que se faz presente nos diferentes telejornais. Já é possível notar que a linguagem adotada pelos dois jornais da Globo tem sido influenciada pelas novas mídias e pela interação através das redes sociais. Evidencia-se que o "Hoje" utiliza-se de uma linguagem informal, em um registro linguístico próximo do popular, para dar mais leveza às notícias e atingir o público mais jovem. Já o "Jornal Nacional" vale-se de uma linguagem mais formal para dirigir-se ao público adulto e acostumado com notícias políticas nacionais e internacionais.