logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Os sentidos atribuídos à palavra escola: lembranças das primeiras experiências discentes no ambiente da educação formal
Autor(es): ELISABETH RAMOS DA SILVA, MARIA JOS MILHAREZI ABUD. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 23/10/2019
Palavra-chave cognio e afetividade, significado e sentido das palavras,formao de professores
Resumo Este trabalho apresenta uma pesquisa realizada com 23 sujeitos que frequentavam um curso de especialização em Língua Portuguesa, em uma cidade do interior paulista. Nosso intuito foi investigar suas lembranças das primeiras experiências discentes quanto ao ambiente escolar, a fim de identificar os fatores positivos e os negativos que os faziam apreciar, ou não, a escola. Orientamos nossa pesquisa segundo os pressupostos de Vygotsky relativos à intrínseca relação entre cognição e afetividade, considerando sobretudo suas ideias acerca não só do significado da palavra, mas principalmente do sentido que esta assume segundo as vivências afetivas que o sujeito adquire ao longo da vida. Nesse aspecto, o conceito vygotskyano denominado perezhivanie foi-nos muito esclarecedor. Tal conceito se refere às vivências experienciadas emocionalmente pelo indivíduo em sua singular história de vida, mediante suas características idiossincráticas, seus conhecimentos culturais, sua maturidade cognitiva, formando sínteses de compreensão constantemente modificadas por novas aprendizagens e novas experiências. Para obtermos tais informações, solicitamos aos sujeitos de pesquisa que respondessem por escrito às seguintes questões: Quando você era criança, gostava de ir à escola? Por quê? De quais fatores você (não) gostava? Para analisarmos as respostas, utilizamos os construtos da análise de conteúdo bardiniana, que nos permite realizar a interpretação dos dados e efetivar inferências pelo cruzamento das respostas. Procuramos não só desvendar o sentido literal, mas sobretudo o sentido implícito, o que nos permitiu averiguar tanto diferenças de significação entre eles, como pontos comuns. Pela análise das respostas, pudemos notar os diferentes sentidos que a palavra escola representou para eles. Vimos que tais sentidos são permeados de componentes de natureza afetiva. Os motivos alegados pelos 2 sujeitos que não gostavam da escola recaem sobre a conduta das professoras, que eram consideradas "bravas", sobre a dificuldade de adaptação aos colegas de classe, sobre a forma de a professora ministrar as aulas. Para os 4 sujeitos que responderam sim e não, concomitantemente, as lembranças negativas referem-se a certos comportamentos dos colegas, ao medo de ficar distante dos pais e à forma de ensinar do professor. Os 17 sujeitos que guardam lembranças positivas são os que alegam que gostavam de aprender, gostavam dos amigos e da escola como lugar de socialização. Cremos que tais resultados ilustram o conceito de perezhivanie e nos sinalizam fatores importantes que contribuirão para que a escola ofereça um aprendizado prazeroso e significativo.