logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Descrição e classificação de predicados nominais com o verbo-suporte fazer no Português do Brasil
Autor(es): Claudia Dias de Barros. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Substantivos,Predicao,Lxico-Gramtica
Resumo Neste resumo é apresentada a pesquisa que busca fazer a descrição linguística de predicados nominais formados pelo verbo-suporte (Vsup) fazer e substantivos predicativos do Português do Brasil (PB). Os verbos-suporte podem ser definidos como aqueles que fornecem ao substantivo com o qual são construídos as marcas de tempo-aspecto-número-pessoa que o substantivo não possui, devido à sua morfologia. Nas construções em que há a presença de um verbo-suporte, o predicador da frase é o substantivo, ou seja, é o nome que apresenta argumentos (sujeito e complementos) e não o verbo. Na pesquisa aqui descrita foram analisados 2375 nomes predicativos (Npred) que se constroem com o Vsup fazer, do PB, a fim de se descrever as suas propriedades distribucionais (sintáticas), de acordo com a metodologia proposta pela teoria Léxico-Gramática (Gross, 1975). Dessa forma, todos os nomes predicativos foram inseridos nas linhas de uma tabela, e nas colunas foram inseridas as propriedades que as construções poderiam apresentar, sendo essas: a) a distribuição do sujeito (N0) e de cada complemento (N1 e N2) (se eram nome humano, nome não-humano ou completiva); b) os tipos de preposição que poderiam introduzir os complementos do Npred; c) os tipos de determinantes que acompanham o Npred (definido, indefinido, possessivo, ausente, ou fixo); d) as transformações que as construções podem apresentar (formação de passiva, simetria, conversão, formação de grupo nominal complexo). Para cada Npred foi marcada a presença da propriedade com um + e sua ausência com um -. Após essa análise, os Npred foram agrupados em classes, de acordo com propriedades compartilhadas, como o número de argumentos: zero (F0) - nomes de fenômenos meteorológicos (Faz sol hoje); um (F1) - nomes que apresentam apenas o sujeito (Ana faz natação); dois (F2) - nomes que podem ser simétricos (Ana fez um acordo com Maria) ou três (F3) - (Ana fez a comparação de Zé com Pedro). Não foram encontrados nos dados analisados nomes que apresentassem mais de três argumentos. Foi realizada também uma subdivisão posterior das classes F1 e F2, de acordo com a distribuição do sujeito e dos complementos (a posição sintática desses elementos poderia ser preenchida por um nome humano, um nome não-humano, ambos ou por uma completiva). O objetivo final desta pesquisa será a utilização dos Npred com as suas propriedades distribucionais na construção de uma base de dados chamada NomBank.Br, que conterá os Npred e sua rede argumental anotada.