logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: ENSINO-APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA: TENDÊNCIAS DAS PESQUISAS APRESENTADAS NO 60°GEL
Autor(es): Marcileni Aparecida Alves dos Santos da Mota, Patrcia dos Santos Arajo Matias. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 23/10/2019
Palavra-chave ensino- aprendizagem, tendncias, lngua inglesa
Resumo A presente pesquisa tem o objetivo de fazer um levantamento das tendências de pesquisa sobre o ensino-aprendizagem da língua inglesa (LI), na área da Linguística Aplicada (LA). Especificamente, objetiva-se identificar enfoques pelos quais esse tema foi abordado nas pesquisas apresentadas no 60° Seminário do GEL (Grupo de Estudos Linguísticos), realizado na Universidade de São Paulo-USP, em 2012, de acordo com o que os títulos das sessões de comunicação individual especificam. Os dados foram coletados a partir dos títulos das comunicações individuais apresentadas nesse evento e analisados qualitativamente para identificação das categorias temáticas referentes a cada pesquisa e das tendências da pesquisa sobre ensino e aprendizagem em língua inglesa (LI) atualmente. Teoricamente, a análise se baseou nos estudos sobre a trajetória de constituição da Linguística Aplicada (LA) como área de pesquisa, numa perspectiva histórica e epistemológica, apresentada por Celani (1992), Moita Lopes (1996) e Archanjo (2008). Foram analisados 19 (dezenove) títulos de sessões de comunicação individual apresentados no 60° Seminário do GEL, relacionados ao processo de ensino-aprendizagem em língua estrangeira (LI), nos quais se verificou que há o maior número de pesquisas sobre a categoria temática denominada “Ensino e Ambiente Virtual” com 21% (vinte e um por cento) dos títulos analisados. “Aspectos fonológicos da aprendizagem”, “Livros didáticos”, “Professor de inglês” e “Aprendizes brasileiros” totalizam 16% (dezesseis por cento). “Construção de identidade em crianças”, “Aspectos gramaticais” e “Variação linguística” somam 11% (onze por cento). Por último, “Terminografia bilíngue” atinge 5% (cinco por cento) dos trabalhos apresentados no 60º Seminário do GEL (Grupo de Estudos Linguísticos). Concluímos, com o resultado da análise dos dados, que também na área específica de ensino e aprendizagem de língua estrangeira (LI) as condições sociais, históricas e culturais estão influenciando os rumos da pesquisa, confirmando uma tendência mais geral das pesquisas em Linguística Aplicada (LA) apontada por Archanjo (2011).