logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Revisão dos padrões entoacionais do alemão em sentenças interrogativas a partir de um corpus estendido
Autor(es): Maria do Socorro Gonalves Gabriel. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Anlise Acustica,Padres entoacionais,Alemo
Resumo Desde 2011, tem-se caracterizado acusticamente os contornos entoacionais do alemão em sentenças interrogativas. Paralelamente a esse trabalho, e utilizando-se do mesmo arcabouço teórico e da mesma metodologia de análise, tem-se caracterizado as sentenças assertivas (Martens, 2012). Para fazer a caracterização acústica, recortaram-se sentenças de fala espontânea em alemão a partir de vídeos da televisão alemã disponíveis na internet. A análise segue o método de base acústico-perceptiva de Cantero (2002) e Font (2007a), que têm se empenhado em diversas investigações sobre a prosódia de diferentes línguas. Na sequência, e através do software Praat, segmentaram-se as unidades entoacionais da fala espontânea. Mediu-se, então, a freqüência fundamental (F0) das vogais de cada sílaba do enunciado recortado. Com os valores obtidos, os valores de F0 foram normalizados através de metodologia desenvolvida por Font (2007a). Esta normalização permite fazer uma representação gráfica para cada contorno entoacional. Esse procedimento analítico, baseando-se na inflexão final, permite classificar os contornos entoacionais do alemão em grupos semelhantes. Após as primeiras análises das curvas entoacionais, constataram-se relações significativas entre a configuração da inflexão final dos enunciados com a sua função comunicativa. Em sentenças interrogativas perceberam-se dois padrões entoacionais com base na inflexão final. O primeiro padrão apresenta um contorno de inflexão final descendente-ascendente, implicando em sentenças interrogativas absolutas, ou seja, perguntas às quais somente cabem respostas imediatas ‘sim’ ou ‘não’. O segundo padrão entoacional encontrado consiste num contorno de inflexão final ascendente, ao qual parece se associar a função comunicativa de pedido de confirmação. No projeto de Iniciação Cientifica (julho de 2012 a julho de 2013), após mais uma rodada de análise das sentenças coletadas, observou-se a necessidade de expansão do corpus, já que se julgava necessário um número maior de observações para uma caracterização mais precisa dos padrões prosódicos encontrados. Assim, com novas sentenças submetidas ao mesmo processo metodológico, toma-se como objetivo, com base no corpus estendido, a revisão dos dados para verificar se os padrões encontrados inicialmente (apresentados no 60º seminário do GEL) se sustentam e se novos padrões surgem nos dados. O trabalho ora proposto, portanto, apresenta os resultados desta nova rodada de análises. Futuramente, para verificar se os diferentes padrões encontrados são realmente percebidos como fatos distintos pelos falantes, faz-se necessária a elaboração e a aplicação de um teste perceptual.