logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Modos de ser plural
Autor(es): Ana Lcia de Paula Mller. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 14/10/2019
Palavra-chave eventos,pluralidade,distributividade
Resumo Este trabalho discute a noção de plural no domínio dos eventos, baseando-se em dados da língua karitiana, língua nativa brasileira do tronco Tupi. O trabalho situa-se dentro do paradigma da semântica formal e demonstra que eventos plurais podem ser gerados por processos linguísticos distintos. Kratzer 2005 afirma que existem duas fontes possíveis de plural verbal: cumulatividade lexical e pluralização do predicado (VP). Denotações cumulativas são denotações que abrangem entidades singulares e todas as suas combinações plurais. Para a autora, a denotação dos verbos é originalmente cumulativa. Esse fato é suficiente para explicar porque sentenças como (1)Lu Le Ø-naka-’y-t myjym-t pikom/ Lu Le 3-DECL-comer-NFT três-OBL macaco/‘Lu e Le comeram três macacos’são verdadeiras de eventos cumulativos e coletivos; ou seja, Lu e Le podem comer 3 macacos dividindo-os de qualquer forma, desde que o número total de macacos comidos seja 3. Muitas línguas do mundo usam a reduplicação para expressar pluralidade de eventos intensidade, distributividade, e outras noções relacionadas (Cusic 1981, Gil 1982, Newman 1990, Lasersohn 1995, entre outros). Karitiana faz uso de reduplicação do verbo e de reduplicação de advérbios. A reduplicação do verbo – pluracionalidade – expressa repetição do evento no tempo e tem escopo apenas sobre o verbo (2)Lu Le Ø-naka-’y-’y-t myjym-t pikom/ Lu Le 3-DECL-comer-RDPL-NFT três-OBL macaco/ ‘Lu e Le comeram três macacos’ (Müller & Sanchez-Mendes 2008). Advérbios reduplicados, como o numeral distributivo myjymp.myjymp (‘três três’) (5), são advérbios sentenciais que produzem somente leituras distributivas (Müller & Negrão 2012). Note-se que em (3)Myjym-t.myjym-t Ø-naka-’y-t pikom Lu Le/ três-OBL.RDPL 3-DECL-comer-NFT macaco Lu Le/ 'Lu e Le comeram três macacos de cada vez’ o número de macacos comidos é sempre maior que 6 (3 macacos por ocasião). Interessantemente, nem cumulatividade, nem pluracionalidade são capazes de gerar leituras verdadeiramente distributivas; uma vez que elas afetam apenas o núcleo verbal. Se entendemos que ser plural significa denotar eventos não atômicos, é necessário reconhecer que pluralidade pode ser expressa por processos linguísticos distintos. Em karitiana esses modos incluem (i) cumulatividade lexical; (ii) pluracionalidade; (iii) plural do VP. Abreviações:3=3a.pesspa;DECL=modo.declarativo;NFT=não-futuro;OBL=oblíquo;RDPL=reduplicação. Referencias: Kratzer 2005. On the Plurality of Verbs; Cusic 1981. Verbal Plurality and Aspec; Gil 1982. Distributive Numerals; Lasersohn 1995. Plurality, Conjunction, and Events; Müller&Sanchez-Mendes 2008. Pluractionality in Karitiana; Müller&Negrão 2012. On Distributivity in Karitiana; Newman 1990. Nominal and Verbal Purality in Chadic; Storto1999. Aspects of Karitiana Grammar.