logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: “Um rapaz latino-americano” versus “Um antigo compositor baiano”: análise retórico-discursiva da polêmica entre os cancionistas Belchior e Caetano Veloso
Autor(es): JOSELY TEIXEIRA CARLOS. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 14/10/2019
Palavra-chave polmica,msica brasileira,Belchior, Chico Buarque, Gilberto Gil e Caetano Veloso
Resumo Este trabalho é vinculado ao Projeto de Pesquisa intitulado Retórica e Argumentação: exame de procedimentos discursivos, desenvolvido no âmbito do Grupo de Estudos de Retórica e Argumentação (GERAR), coordenado pela profa. Dra. Lineide do Lago Salvador Mosca, orientadora de nossa pesquisa de doutoramento. O objetivo principal da tese é analisar a Música Popular Brasileira (discurso verbomusical brasileiro) enquanto prática discursiva e retórica, tomando como base a perspectiva da Retórica (Clássica e Nova Retórica) e da Argumentação fundamentada em Perelman e Olbrechts-Tyteca, da Análise do Discurso orientada por Dominique Maingueneau, dos estudos sobre o discurso polêmico empreendidos por Kerbrat-Orecchioni, Angenot e Maingueneau, bem como da Análise Dialógica do Discurso e dos conceitos bakhtinianos redimensionados no âmbito da análise do discurso de vertente francesa. Assumindo a argumentação em sentido amplo, entendendo-a como além de uma estratégia persuasiva, pensamos que se faz necessário a união da Argumentação aos Estudos do Discurso, o que implica dizer que existe uma dimensão argumentativa intrínseca ao discurso. Para fazer essa articulação, usamos como inspiração os trabalhos realizados por Amossy e Mosca. Nesta comunicação, mostraremos sumariamente algumas discussões feitas na tese, na qual analisamos o processo polêmico de construção identitária do sujeito discursivo revelado nas canções do cantor e compositor Belchior (protagonista da polêmica ou sujeito-agente), em diálogo com outras produções musicais (antagonistas da polêmica ou sujeitos-pacientes), especificamente com a obra do compositor Caetano Veloso. Pretendemos aqui mostrar em linhas gerais como os elementos discursivos empregados por Caetano Veloso articulam-se nas canções de Belchior para a construção de um posicionamento individual polêmico. Acredita-se que o discurso de Belchior caracteriza-se como polêmico, pois coloca em relação duas posições discursivas: um discurso dominante, ao qual o enunciador-agente se contrapõe apresentando um discurso contrário, um contradiscurso. Na defesa de sua posição, o enunciador investe em vários procedimentos discursivos, que envolve gêneros, cenografias, ethé e códigos de linguagem. Apesar de os cancionistas mais atacados pelo discurso de Belchior serem Caetano Veloso, Gilberto Gil, Roberto Carlos e Chico Buarque, cremos que o compositor Caetano Veloso é o mais fortemente atingido, estando todos os outros compositores (alvos) ligados de alguma forma à figura central de Caetano Veloso como objeto maior do discurso polêmico de Belchior. Assim, a nossa hipótese central é a de que mesmo que a polêmica empreendida por Belchior envolva diversos antagonistas, ela pode ser bipolarizada em dois nomes: Belchior (o polemizador) e Caetano Veloso (principal destinatário da mensagem polêmica). (Apoio: CAPES)