logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A descrição e o suspense na narrativa de ficção: uma abordagem semiótica
Autor(es): Loredana Limoli. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave descrio,suspense,semitica
Resumo No Dicionário de Semiótica, Greimas & Courtès (1979) situam a problemática das tipologias textuais no âmbito das culturas, chamando a atenção para o fato de que as classificações normalmente adotadas nos estudos do discurso recorrem a critérios externos e não-semióticos, o que as insere no universo das conotações sociais. Na tentativa de recolocar a discussão no âmbito da semiótica greimasiana, trazendo, também, o aporte de algumas conquistas da narratologia moderna, em particular as contribuições de Raphaël Baroni, propomo-nos discutir as relações entre a descrição e o suspense na narrativa de ficção. Como se sabe, uma das tipologias textuais de maior produtividade no meio acadêmico coloca em oposição três ocorrências de textualização: a descrição, a narração, a argumentação, a exposição e a injunção. Cada uma dessas tipologias preenche um espaço específico do texto, podendo ser encontradas em seu estado "puro", ou em fusão com os demais tipos. Embora não exclusiva à narrativa de ficção, a descrição ocupa um lugar de destaque na literatura, contribuindo para a caracterização de lugares, objetos e personagens. Por seu caráter relativamente atemporal, a descrição tem também a importante função de modular os acontecimentos, interpondo-se como mecanismo de controle da velocidade da narrativa. Sob esse aspecto, a descrição torna-se um elemento fundamental da manutenção do suspense, o que, do ponto de vista da interação, nas relações que mantêm enunciador e enunciatário, equivale à inserção, no texto, de um importante vetor de virtualidades de ação. No plano do conteúdo, os enunciados descritivos são responsáveis pelo acréscimo de competência semântica do enunciatário, contribuindo para que haja maior probabilidade de cumprimento dos contratos de leitura. Situada no universo da enunciação, pelo viés da manipulação enunciativa, a descrição pode ser vista em seu valor de descoberta, unindo-se, assim, aos demais tipos textuais, particularmente a narração e a argumentação, como um dos elementos que estruturam a narrativa.