logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Coesão e Coerência em Editorial de JornaL - Uma Perspectiva Sistêmico-Funcional
Autor(es): Eliane Alves de Sousa. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Coeso,Coerncia,editorial
Resumo O objetivo desta pesquisa é examinar a coesão e a coerência em editorial de jornal, verificando as escolhas léxico-gramaticais que são feitas para a sua realização. Metodologicamente, a pesquisa apoia-se na Linguística Sistêmico-Funcional (LSF), de Halliday (1985; 1994) e seus colaboradores. A unidade é a característica mais importante de um texto, diz Hasan (1989), estudiosa da LSF. É a unidade que nos capacita distinguir um texto de um não-texto, de um texto completo de um incompleto. Há dois tipos de unidade: unidade de estrutura e unidade de textura. A propriedade de textura - ou coesão - está relacionada à percepção de coerência pelo leitor. Essa relação entre coesão e coerência tem em Eggins (1994), da posição de sistemicista, oferece uma explicação que julgo muito esclarecedora. Assim um texto será coerente em termos: (a) culturais, se apresentar estrutura de gênero – com seus estágios e finalidades; e (b) situacionais, se respeitar os ditames do registro – através das variáveis de Campo, Relações e Modo. Já um texto será coeso se: (a) mantiver os participantes; (b) observar seleção lexical adequada; e (c) utilizar conjunções (em que incluo os marcadores discursivos) para relacionar as orações. Eggins fala em quatro tipos de coesão: (1) referencial, (2) lexical, (3) conjunção e (4) estrutura conversacional (este último não será considerado nesta pesquisa, já que não trato da conversa). Para a realização da coesão e da coerência, trazemos também a noção de Avaliatividade (Appraisal) (MARTIN, 2000, 2003), ampliada pela proposta da coesão por realização prosódica: o significado atitudinal que se estende pelo texto e une partes do texto através de avaliações relacionadas entre si (LEMKE, 1998). A pesquisa deve responder às seguintes perguntas: (i) Como se realizam a coerência e a coesão nos editoriais de jornal examinados? (ii) Que escolhas léxico-gramaticais realizam a coerência e a coesão em um editorial de jornal?