logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Sufixos diminutivos: uso e expressividade em textos literários
Autor(es): Solange Peixe Pinheiro de Carvalho. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 23/10/2019
Palavra-chave sufixao,morfologia,texto literrio
Resumo Em sua Moderna Gramática Brasileira (2000), Bechara oferece uma lista com os principais sufixos formadores de diminutivos da língua portuguesa, dentre os quais os primeiros citados são -inho, -ito e -ico, todos usados de modo constante tanto na língua falada, informal, quanto na linguagem escrita. Associados habitualmente a demonstrações de carinho e à linguagem infantil, os diminutivos oferecem, contudo, outras opções de uso, e podem indicar não somente o afeto do falante, como também sentimentos considerados negativos, como o escárnio e o desprezo, noções que nem sempre são imediatamente consideradas quando pensamos no uso desses sufixos. Martins (2000) observa que os diminutivos são encontrados na fala de todas as pessoas, porém, não estão presentes em textos cujo caráter é informativo, objetivo, nos quais eles apenas designam o tamanho pequeno, ou mesmo não são percebidos pelos leitores, no caso de sufixos de origem erudita – a autora cita como exemplos palavras terminadas em -ulo, -ula, como em opúsculo e espátula. Por outro lado, nos textos literários ou na linguagem informal, conforme salienta a autora, os diminutivos são acrescentados a substantivos, adjetivos, advérbios e até mesmo a alguns verbos, e os matizes indicados por esse uso dependem do contexto e da situação de enunciação. Pensando nessas possibilidades de expressão de sentimentos diversos, para o propósito deste trabalho, interessa-nos o uso dos diminutivos na língua escrita, mais especificamente no texto literário, para podermos analisar não somente o uso e a frequência dos diminutivos, mas, acima de tudo, as conotações por eles sugeridas. Para procedermos à análise, devemos considerar o uso e as possibilidades de interpretação dos diminutivos em cada obra, pois é na estrutura mais fechada de cada texto literário que o diminutivo pode assumir uma conotação específica, que, muitas vezes, não vai coincidir com o significado que atribuímos a ele em um contexto isolado. Neste trabalho iremos, portanto, observar as possibilidades de expressão oferecidas por alguns sufixos diminutivos, tomando como base para pesquisa alguns textos literários produzidos no Brasil nos séculos XIX e XX, bem como algumas traduções feitas em português brasileiro.