logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: REDAÇÕES EM INGLÊS ESCRITAS POR FORMANDOS DE UM CURSO DE LETRAS: UMA ANÁLISE LÉXICO-GRAMATICAL
Autor(es): Eduardo Batista da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Lingustica de Corpus,Lxico,Redao em Lngua Inglesa
Resumo As Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Letras afirmam que os cursos de graduação em Letras deverão ter estruturas flexíveis que criem oportunidade para o desenvolvimento de habilidades necessárias para se atingir a competência desejada no desempenho profissional. Devem, ainda, priorizar a abordagem pedagógica centrada no desenvolvimento da autonomia do aluno (BRASIL, 2001, p.29). Os profissionais devem ser capazes de lidar, de forma crítica, com as linguagens, principalmente a verbal, nos contextos oral e escrito. Nesse sentido, frente à importância da comunicação escrita em língua inglesa, existe a necessidade de avaliar o domínio de tal habilidade por parte de formandos de um curso de Letras, tanto na utilização do léxico quanto da gramática. A orientação teórica desse trabalho baseia-se na Linguística de Corpus e no Estudo de Vocabulário, a saber: Berber Sardinha (2004, 2005), Nation (2001, 2003), Paiva (2004) e Rodrigues (2006). Quanto à metodologia, foi solicitada aos alunos uma redação em língua inglesa que versasse sobre o tema The English Language, sem limite de linhas e sem o auxílio de dicionários. O tempo atribuído foi de 1h30min. Foram analisadas 23 redações em língua inglesa escritas por alunos do 4° ano de Letras de uma universidade pública de Goiás. Do ponto de vista lexical, foi realizada uma análise quantiqualitativa, levando em consideração a lista de palavras mais frequentes do inglês, a General Service List. O vocabulário utilizado restringiu-se essencialmente às 1.000 palavras mais frequentes e, mesmo dentro dessa faixa, houve pouca variação: 144 types. Os resultados linguístico-estatísticos obtidos pelo software VocabProfile apontam que as redações dos formandos possuem um vocabulário considerado elementar. Do ponto de vista gramatical, houve a necessidade de selecionar 7 categorias de análise. Todas as redações apresentam tempos verbais inadequados, pronomes em posição equivocada, ausência de conectivos, etc. Percebe-se a utilização de estruturas simples da língua, justamente aquelas aprendidas nos estágios iniciais do curso. Para auxiliar na análise qualitativa, a escala de correção das redações elaboradas pela Universidade de Cambridge foi usada como parâmetro de comparação.