logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: ASPECTOS DO DISCURSO JORNALÍSTICO EM MENSÁRIOS SOCIOPOLÍTICOS BRASILEIROS: ANÁLISE DE CAROS AMIGOS E LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL
Autor(es): Maria Juliana Horta Soares. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Personagem trabalhador,Estratgias de convencimento,Reflexo e refrao
Resumo O principal objetivo deste trabalho é pensar o lugar do personagem trabalhador nos mensários sociopolíticos brasileiros Caros Amigos (CA) e Le Monde Diplomatique Brasil (LMDB). O córpus foi escolhido na tentativa de contribuir para reverter uma injustiça histórica: os diversos discursos em circulação em nossa sociedade, entre eles o jornalístico, costumam reproduzir os discursos hegemônicos, dos que têm poder econômico, social e cultural. Analisando veículos midiáticos que não fazem parte da mídia de referência, buscamos destacar discursos em que a temática do trabalho tenha destaque, assim como os personagens trabalhadores. Para a análise de CA e LMDB, aliamos categorias analíticas da semiolinguística (CHARAUDEAU, LOCHARD, entre outros) e de outras teorias linguísticas anteriores a ela (VOLÓSHINOV, FIORIN, MAINGUENEAU e outros). Sob a ótica da semiolinguística, analisamos esses discursos a partir da contradição que os constitui: entre a lógica mercadológica e a simbólica, é preciso convencer o leitor e conquistá-lo. A mise en page, a seleção temática e a relação entre credibilidade e captação são alguns dos aspectos que analisamos sob esta perspectiva. Já outros estudos linguísticos nos ajudaram a pensar nos discursos dos mensários no que diz respeito ao seu conteúdo (principalmente em categorias relacionadas a intradiscurso e interdiscurso, reflexo e refração e estratégias discursivas de convencimento). Após analisarmos esses aspectos em 12 números de cada publicação (edições de 2009), encontramos algumas diferenças, principalmente no que diz respeito à organização formal de cada mensário, entre elas a formatação da primeira página, mais rígida em LMDB do que em CA. No entanto, elas se mostraram pouco significativas se pensarmos nas semelhanças entre os dois veículos midiáticos. Em relação aos temas ligados ao do trabalho, por exemplo, exploração, baixa remuneração e insalubridade estão presentes nos dois mensários e são apresentados a partir de ponto de vista que defende o trabalhador. As estratégias de convencimento também aproximam CA e LMDB. Os personagens trabalhadores são selecionados por ambos os mensários tanto para comover o público quanto para ilustrar os temas tratados. Diferenças e semelhanças à parte, o que pudemos perceber ao fim de nossa análise é que CA e LMDB, no embate capital x trabalho, posicionam-se ao lado dos trabalhadores. Podem, portanto, ser considerados veículos alternativos, que combatem a ideologia dominante denunciando diversas formas de exploração. (Apoio: Fapemig)