logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A COLABORAÇÃO CRÍTICA EM SESSÃO REFLEXIVA NO AMBIENTE DIGITAL
Autor(es): LUIZ MIGUEL MARTINS GARCIA. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave COLABORAO CRTICA,TASHC,EAD
Resumo Este trabalho analisa sessões reflexivas entre o pesquisador e o professor de uma disciplina do curso de Administração ministrado a distância em ambiente digital. Este estudo é parte integrante da pesquisa de doutorado em Linguística Aplicada que se encontra em estágio inicial. Teoricamente fundamenta-se na Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural (TASHC) a partir de reflexões e conceitos desenvolvidos e sistematizados por Vygotsky (1930,1934), Leontiev (1977,1978) e Engeström (1999a, 1999b) uma vez que há a construção de um objeto comum a esses sujeitos por meio da interação mediada pela linguagem. Metodologicamente apoia-se na Pesquisa Crítica de Colaboração (PCCol) discutida por Magalhães (2009) com base em uma prática de colaboração entre os sujeitos, reflexão crítica e compartilhamento de novos significados oriundos desse processo reflexivo. Por meio de sessões reflexivas online – chats – o pesquisador discute a prática do professor, compartilha informações teóricas e estabelece a contradição buscando, com a mediação da linguagem, transformar a prática do docente e a sua própria enquanto pesquisador. Neste ambiente crítico reflexivo destaca-se, segundo Magalhães (2004), a “compreensão da linguagem como um espaço para a reflexão e negociação”. Inicialmente o pesquisador observou a interação entre professor e aluno identificando como eles se colocaram e como o conhecimento foi compartilhado. Verificou ainda a progressão temática e o movimento de contradição entre alunos e professor e também entre alunos e alunos. Por fim ocorreram sessões reflexivas entre o pesquisador e o professor nas quais se estabeleceu a contradição questionando a prática docente, procurando compreender a atividade social da aula e observar se ocorreram transformações na prática docente. Assim, verificou-se que a sessão reflexiva constitui-se um objeto resultante da negociação de significados pelos sujeitos – colaboração crítica – mediada pela linguagem e que conduzem a uma prática reflexiva do professor como resultado da atividade social. Trata-se, portanto, de uma importante ferramenta para fomentar a análise crítica da atuação docente no ambiente digital e promover transformações na prática pedagógica.