logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Esteriótipos na Redação Publicitária
Autor(es): Mariangela Barbosa Fazano Amendola. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Anlise do discurso,Esteritipos,Redao Publicitria
Resumo O tema deste trabalho está direcionado à análise do discurso. Num primeiro momento, tem-se como base teórica a análise do discurso, no entanto buscar-se-á caracterizar o funcionamento discursivo em textos publicitários, partindo da hipótese de que ações e textos compõem uma prática discursiva ideologicamente confirmada pelas análises. Tem-se assim uma reflexão do uso do estereótipo na Redação Publicitária. O discurso carrega uma dualidade que, é constitutiva da linguagem, isto é, do seu caráter ao mesmo tempo formal e atravessado por entradas subjetivas e sociais. Para o desenvolvimento da pesquisa, fundamentamo-nos teoricamente na Análise do Discurso, à luz dos teóricos Schaff, Bauman, Bakhtin, Maingueneau, Lippmann, Bosi e Orlandi. O trabalho baseia-se em um estudo de pesquisa realizado por meio de recortes de textos publicitários, caracterizados pela linguagem verbal e não-verbal dos anúncios aqui presentes. As análises dos três anúncios, pretendem destrinçar seus discursos, a fim de compreender quais são os recursos persuasivos que mais manipulam em seus layouts, apelos e efeitos de sentido. As primeiras reflexões sistemáticas a respeito dos estereótipos foram apresentadas por Walter Lippmann, um jornalista norte-americano. Ele sugeriu que na vida moderna as pessoas são convidadas a tomar, diariamente, uma série de decisões sobre um conjunto de temas a respeito do qual não possuem qualquer conhecimento. Como esta decisão tem de ser tomada, e de forma rápida, na falta de um repertório informacional adequado que guie racionalmente a decisão, elas terminam por se sustentarem em um conjunto de crenças, compartilhadas amplamente pela sociedade, e sobre as quais não se dispensou qualquer juízo avaliativo. ao analisar as marcas linguísticas no texto, é possível captar as estratégias interpretativas e a ideologia impressos nos discursos. O analista do discurso utiliza o texto como unidade de sentido no processo de análise, pois é a partir dele que pode-se captar as estratégias de interpretação e as marcas ideológicas no discurso. Ao compreendermos que o texto é objeto de comunicação e para entendermos as articulações que ocorrem no discurso, é necessário diferenciarmos texto e discurso. O texto está no nível material ou o da expressão linguística que manifesta o conteúdo da comunicação; o discurso revela as intenções que estão na materialidade do texto.