logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A Leitura como Prática Discursiva no 5º ano do Ensino Fundamental I - Planejamento de Estratégias de Leitura da Fábula.
Autor(es): Roberta maria Bernardini de Castro. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 14/10/2019
Palavra-chave Leitura ,Estratgias de Leitura ,Prticas sociais e discursivas
Resumo O presente trabalho destina-se a comprovar que o aluno do Ensino Fundamental deve ser adequadamente conduzido a compreender e interpretar o que lê, por meio da ativação dos conhecimentos prévios e de outras atividades pertinentes, levando-se em conta, sobretudo, que a leitura ocorre a partir da interação entre o leitor e o texto. O trabalho fundamenta-se nos pressupostos teóricos da linguística de texto e da análise do discurso de linha francesa. As avaliações externas, aplicadas por órgãos ligados à Educação, que têm como objetivo verificar como se encontra o nível de aprendizagem dos alunos, comprovam que, em sua maioria, eles revelam rendimento abaixo do nível esperado. Considerando-se tais resultados, apresentamos sugestões de “estratégias de leitura”, que podem incrementar o trabalho do professor e propiciar o bom desempenho do aluno, com a utilização de textos de diferentes gêneros em sala de aula. Para compor o corpus, selecionamos, primeiramente, algumas atividades realizadas por alunos do 5º ano de uma escola municipal de Caraguatatuba, antes da leitura da fábula O Rato, o Gato e o Galo, de Monteiro Lobato. Em seguida, procedemos à aplicação de uma sequência de atividades de leitura, baseadas, principalmente, nas sugestões de Solé (1998), e concentradas no gênero escolhido para o trabalho: a fábula. Por fim, analisamos algumas produções escritas, realizadas na etapa final da aplicação das atividades de leitura. Pretendemos, enfim, demonstrar que a leitura, quando considerada uma prática discursiva, conduz à formação adequada do aluno/leitor, e que a condução adequada de estratégias de leitura permite a ativação de capacidades cognitivas, essenciais para a compreensão leitora. Temos por objetivo discutir o fenômeno da leitura no ensino fundamental, com apoio nas ideias de estudiosos como Kleiman (1995; 2004; 2002; 2010), Solé (1998), Koch (2009), Koch e Elias (2010), Soares (2008) e Kato (2002; 2007), que tratam da leitura como prática discursiva, e de estratégias de leitura, numa visão sociointeracionista da linguagem.