logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: TEXTO E GRAMÁTICA NOS MANUAIS DIDÁTICOS PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Autor(es): Dirce Charara Monteiro. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave ensino de gramtica,manuais didticos,gneros textuais
Resumo O paradigma construtivista vigente para o ensino da língua portuguesa preconiza um ensino baseado no texto desde os anos iniciais do ensino fundamental.Essa ênfase na perspectiva textual coloca reflexões sobre como introduzir conhecimentos gramaticais nos anos iniciais, considerando que o ensino de gramática é um aspecto fundamental em qualquer proposta de ensino-aprendizagem de línguas.Levando-se em conta que os manuais didáticos constituem elemento fundamental da prática pedagógica dos professores, o objetivo desta comunicação é avaliar como os manuais atuais para os anos iniciais do ensino fundamental têm apresentado a gramática nessa nova abordagem voltada para os gêneros textuais.Os livros didáticos baseados na abordagem tradicional,cujo objetivo era o ensino da língua escrita,sem preocupações com a variedade textual existente no mundo atual, tratavam a gramática de uma forma totalmente descontextualizada e apresentavam as atividades de estrutura da língua sem qualquer relação com os textos que introduziam cada nova unidade de ensino.A ordenação dos tópicos gramaticais geralmente era baseada num percurso que ia da morfologia das principais classes de palavras-substantivos,adjetivos,verbos,etc.- seguida de algumas noções de sintaxe.A semântica restringia-se principalmente ao ensino de sinônimos e antônimos.Os textos para leitura e as atividades de produção textual não levavam em conta a variedade de gêneros que circulam na sociedade.Enquanto a metalinguagem era amplamente utilizada nos manuais tradicionais,na abordagem construtivista dos PCN (1997) a orientação para o professor é evitar o uso de metalinguagem, desenvolvendo atividades epilinguísticas no ensino da gramática nessa etapa da escolarização.Apesar dos autores de manuais didáticos geralmente utilizarem esse conceito na introdução do material aos professores,é importantes analisar se e, em caso afirmativo,como essas atividades epilinguísticas se apresentam nos livros didáticos.Consideramos que a reflexão sobre os diferentes modos de ensinar gramática na abordagens tradicional e na construtivista é um saber importante a ser incorporado no processo de formação do professor não apenas para que ele adquira uma perspectiva histórica sobre o assunto, mas também para que possa atuar de forma mais consciente no ensino desse importante componente linguístico numa abordagem centrada nos gêneros textuais.