logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Análise da alteridade, como aspecto cultural a ser abordado no ensino e na aprendizagem de Língua Inglesa, por meio dos Cadernos
Autor(es): Olena Kovalek. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 23/10/2019
Palavra-chave alteridade,anlise dos Cadernos,interculturalidade
Resumo Intencionamos, no presente artigo, abordar um dos aspectos culturais que foi elencado na nossa dissertação de mestrado. Dessa maneira, optamos pelo desenvolvimento do processo da alteridade no ensino e na aprendizagem de Língua Inglesa (LI). Para tanto, nos fundamentamos teoricamente nas reações em face da alteridade, propostas por Marc (1992), e nos planos de alteridade – axiológico, praxiológico e epistêmico –, segundo Todorov (1995). Em seguida, fizemos a análise dos Cadernos do professor e do aluno de LI, distribuídos pela rede pública de ensino do Estado de São Paulo. Focamo-nos, mais especificamente, nos Cadernos do Volume 1, da primeira série do Ensino Médio. Optamos pela análise do Volume 1, devido ao título “English around the world: cultural interactions” (Inglês ao redor do mundo: interações culturais), possibilitando a abordagem dos conteúdos culturais no decorrer dos Cadernos. A partir da análise notamos a possibilidade de se abordar a alteridade em algumas atividades encontradas nesses Cadernos. Daí, a partir dessa possibilidade, propomos atividades que poderiam ser desenvolvidas em sala de aula por meio do trabalho com a alteridade. A abordagem da alteridade está associada ao encontro do eu (língua de origem/materna) e do outro (língua outra/estrangeira) por meio do processo intercultural (BYRAM, GRIBKOVA e STARKEY, 2002; MENDES, 2004; 2011; ALMEIDA FILHO, 2002; VIANA, 2003) em sala de aula de ensino e da aprendizagem de LI. Dessa maneira, observamos como o processo intercultural possibilitaria o aparecimento da alteridade em sala de aula através das atividades propostas pelos Cadernos. Nesse sentido, entendemos que os materiais didáticos precisam ser adaptados por professores conscientes e críticos em relação aos aspectos culturais – encontrados em imagens, palavras e frases,– geralmente implícitos nas atividades e que precisam tornar-se explícitos pela interpretação das mesmas. É dessa forma, que propomos encaminhamentos de como abordar a alteridade de maneira explícita, sendo ela um dos possíveis aspectos culturais a ser explorado no contexto de sala de aula de Língua Estrangeira.