logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Uma análise da manifestação de diferentes modalidades no emprego do verbo auxiliar ‘deber’ no espanhol peninsular
Autor(es): Vanessa Querino Durigon. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Modalidade,Funcionalismo,Espanhol Peninsular
Resumo O presente trabalho tem por objetivo analisar o verbo auxiliar modal ‘deber’ em dados do espanhol falado peninsular, dentro de uma perspectiva funcionalista de análise, tendo como córpus de análise amostras pertencentes ao projeto PRESEEA (Proyecto para el estudio sociolingüístico del español de España y de América), mais especificamente das cidades espanholas de Alcalá de Henares e de Granada. De acordo com Neves (2006), não existem enunciados não modalizados, pois a linguagem humana é repleta de intencionalidade e a todo momento introduzem-se elementos modalizadores nas enunciações. Em concordância com Neves, Coracini (1991) afirma que a modalidade é a “expressão de subjetividade” que um enunciador assume (com maior ou menor grau) em seu enunciado, ora comprometendo-se, ora afastando-se. Para fundamentar nossa análise, utilizaremos a classificação de modalidade proposta por Hengeveld (2004), na qual se consideram dois critérios principais: o alvo da avaliação e o domínio semântico de realização da avaliação. O primeiro critério, alvo da avaliação, refere-se à parte do enunciado que é modalizada; por esse critério, a modalidade pode ser orientada para o falante, para o evento ou para a proposição. O segundo critério, domínio semântico, está relacionado com os subtipos de modalidades que são identificados de acordo com a perspectiva a partir da qual a avaliação é realizada, ou seja, refere-se às capacidades intrínsecas ou adquiridas (modalidade facultativa), ao que é moral, social e legalmente permitido (modalidade deôntica), ao que é desejável (modalidade volitiva), ao que é conhecido sobre o mundo real (modalidade epistêmica) e à fonte da informação contida na sentença (modalidade evidencial). Além de analisar o tipo de modalidade e a orientação, bem como os efeitos de sentido decorrentes do emprego de uma ou outra modalidade nos contextos observados, descrevemos, no âmbito deste trabalho, as características do sujeito nas orações com o verbo modal ‘deber’, considerando critérios como presença ou ausência de sujeito, pessoa gramatical, agentividade e traços semânticos (+/- humano, +/- animado). Esperamos, com o desenvolvimento da presente investigação, contribuir para os estudos referentes a auxiliares modais e para os estudos descritivos do espanhol de maneira geral.