logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Análise crítica do discurso presidencial: abordagem sociocognitiva
Autor(es): Renata Palumbo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 23/10/2019
Palavra-chave Discurso Presidencial,Interface Sociocognitiva,Metfora Conceptual
Resumo A legitimidade de representar um país, dada a um presidente da República, é monitorada e avaliada por várias instâncias em diversos momentos de seu mandato, fazendo com que haja especificidades em termos de estratégias discursivas, utilizadas por esse político. Este monitoramento ocorre devido ao fato de haver diferentes interesses entre os que compõem seu auditório – sujeitos de seu país e do exterior – e pela razão de seus pronunciamentos estarem atrelados a um processo interacional amplo e complexo, no qual estão envolvidas relações de poder de ordem nacional e também global. Nestas práticas interacionais, o político busca fazer com que o outro crie ou mantenha certas representações cognitivas sobre aquilo que é evidenciado no discurso, uma vez que tais imagens mentais regulam o que as pessoas falam, pensam e como elas agem na sociedade. Assim é que ocorrências linguísticas, como as de sentido metafórico, evidenciam alguns aspectos de dada situação e atenuam outros, em um processo detrás do qual existem interesses múltiplos de assegurar modos de entender os comportamentos do grupo político dominante e de conduzir a julgamentos específicos. É neste sentido que nos debruçamos sobre o entrelace entre discurso, prática social e sociocognição, entendendo que as construções mentais de objetos de discurso fazem parte de uma relação de força feita pelo homem e para o homem, o qual, como agente político, a elas recorre para determinados fins. Em especial, convém ainda destacarmos que, neste processo de dar sentido ao mundo político, a metáfora conceptual, ao mesmo tempo, constitui e é constitutiva deste universo discursivo socialmente delineado. Metáfora e discurso político, logo, fundem-se, possibilitando a articulação de emoções, de crenças, de valores e a associação de saberes diversos, que operam como interface entre os sujeitos e a instância política. A partir dos pressupostos apresentados, este trabalho tem por objetivo investigar o discurso presidencial, a fim de observar as seleções linguísticas metafóricas, utilizadas para a manutenção de uma imagem pública de credibilidade. Examinamos o pronunciamento de Luis Inácio Lula da Silva, direcionado à sociedade brasileira e a alguns chefes de Estado e de governo, no 4o Fórum Global de Corrupção, ocorrido em Brasília, em 2005. A discussão teórica faz-se a partir dos estudos de Charteris-Black (2011), Van Dijk (2010), Van Dijk e Wodak (2009) e Chilton (2004).