logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Rastros de subjetividade na escrita acadêmica
Autor(es): Janima Bernardes. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Escrita Acadmica,Marcas Enunciativas,Rastros de Subjetividade
Resumo Este trabalho se inscreve em um movimento de reflexão sobre a produção de textos escritos na universidade, devido diversos estudos que parecem apontar a falta de experiência dos alunos do Ensino Superior em produzir uma escrita própria, uma escrita que indicie o envolvimento do pesquisador com o seu objeto de pesquisa. Assim sendo, essa pesquisa buscará fundamentação na perspectiva da Teoria da Enunciação, advinda de Benveniste (2005), que adota a perspectiva funcionalista da língua e define o conceito de enunciação, que é colocar em funcionamento a língua por um ato individual de utilização; os conceitos da apresentação da voz de outrem no quadro do dialogismo Bakhtin (2009); e os conceitos de Authier-Revuz (1990) heterogeneidade constitutiva e de heterogeneidade mostrada, marcada e não marcada na materialidade lingüística do enunciado. Para tanto, o corpus da pesquisa será selecionado no Banco de Teses da CAPES, na área de Estudos da Linguagem, especificamente em dissertações de mestrado que abordam a temática da Análise do Discurso (AD) para responder a seguinte pergunta de pesquisa: Quais as características da produção e circulação de textos acadêmicos no que se refere a forma de envolvimento do pesquisador na construção de uma experiência por meio da linguagem? Para responder essa pergunta, foram estabelecidos pelo menos três recortes: a) analisar se expressões linguísticas podem ser tomadas como exemplo de um tipo de envolvimento do pesquisador com sua escrita através dos movimentos realizados pelo sujeito no momento que enuncia; b) observar, a partir da estrutura da língua, o efeito de sentido de algumas marcas textuais que apontam para o modo como o pesquisador se inscreve numa discursividade; c) investigar como o pesquisador, por meio da linguagem, deixa indícios de sua subjetividade na linguagem. Para a análise dos dados, iremos analisar dissertações produzidas por diferentes pesquisadores na área da Análise do Discurso (AD), que é uma grande área de conhecimento. Neste sentido, ressaltamos que nossa pesquisa se insere na investigação sobre as especificidades da escrita na formação universitária e na construção de uma relação subjetiva entre sujeito e conhecimento sobre a língua.