logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Estratégias enunciativas, discurso político e cibercultura
Autor(es): Oriana de Nadai Fulaneti. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Enunciao,Estratgias discursivas,Discurso poltico na cibercultura
Resumo Em nosso cotidiano, estamos cada vez mais imersos em relações mediadas por tecnologias eletrônicas, realidade que possibilita novas formas de ação e de relações interpessoais nos mais diversos âmbitos da sociedade. Do ponto de vista da linguagem, podemos nos indagar, entre outras coisas, sobre as mudanças que esses novos hábitos acarretam em nossa maneira de ler e escrever. Em relação à política, é possível nos perguntarmos, por exemplo, como o novo meio de comunicação modifica as formas de militância. Juntando os dois aspectos e partindo do pressuposto de que o discurso é uma importante forma de manifestação da política, optamos por estudar o discurso político na internet. No percurso de investigações, surgem as seguintes questões iniciais: que tipo de novidades no discurso político a existência de um meio de comunicação potencialmente mais descentralizado e menos hierarquizado proporciona? Como os grupos políticos utilizam o ciberespaço em prol de suas causas? Um partido político consolidado, institucionalmente forte em espaços não virtuais, possui as mesmas estratégias discursivas que um movimento político embrionário, que não tem muita visibilidade fora da rede? O enunciador, em espaços de consolidação da identidade partidária extra-virtual, seria o mesmo daquele inserido nos sites? Tais questões estão sendo abordadas com base na teoria semiótica francesa, do ponto de vista da dimensão enunciativa. Assim, por meio da busca das recorrências enunciativas, depreendemos as semioses mais utilizadas por cada discurso, as relações construídas entre as diferentes expressões, os regimes de interação mais adotados e as estratégias de persuasão mais exploradas. Tais peculiaridades têm sido investigadas não apenas como posicionamento na sociedade e na história, mas também como efeito de identidade. Em nossa comunicação, apresentaremos alguns resultados de estudos sobre os sites dos deputados federais do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e da Avaaz, uma rede de campanhas globais com quase um milhão de membros brasileiros, que se mobiliza visando à maior participação da sociedade civil em questões políticas internacionais. A escolha desse corpus, formado por um representante da política dita institucional e por um movimento que se reivindica “uma nova política”, procura contemplar minimamente a heterogeneidade dos discursos políticos no ciberespaço. Os resultados apontam para a possibilidade de depreensão de configurações de identidades políticas nos discursos estudados, mas também para reflexões acerca das potencialidades da teoria semiótica para a análise de objetos da cibercultura.