logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A CONSTRUÇÃO DO ETHOS E OS ARGUMENTOS NO DISCURSO MIDIÁTICO
Autor(es): FABIANA ANDRADE SANTOS. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Ethos,Mdia,Discurso
Resumo Esta pesquisa baseia-se na hipótese de que a eficácia de um discurso é legitimada não só pela posição ocupada pelos interlocutores, mas, igualmente, por fatores argumentativos. Aristóteles (2007, p. 81), em uma reflexão sobre a importância da condução do orador nos discursos proferidos, ressalta que o bom senso, o bom caráter e a boa vontade são apanágios de que ele deverá nutrir-se, pois com esses atributos seu público sentir-se-á seguro para aderir ao que está sendo apresentado. Outrossim, Perelman e Olbrechts-Tyteca (2005) analisam o discurso como um ato do orador e ressaltam que o logro da argumentação está intrinsecamente relacionado à pessoa e às estratégias argumentativas que são utilizadas. Além disso, Amossy (2005) considera que orador firma os seus argumentos sobre a doxa que ele toma emprestada da plateia, objetivando sempre uma aquiescência acerca das suas defesas, ressaltando também a necessidade de construção de argumentos que provoquem no público um contato positivo com o ethos construído pelo orador. Assim, ancorada nessas postulações, objetivo pesquisar o ethos reivindicado pelo discurso midiático, através da análise das estratégias argumentativas, fundamentadas na estrutura do real, a partir de um caso particular, utilizadas pelo orador, na reportagem principal da Revista Boa Forma, ano 22, edição 245 de outubro de 2007, cujo título é “A nova Paola Oliveira -6 quilos e uma barriga de dar inveja”. Na fundamentação teórica, utilizo como principais referenciais Amossy (2005), Aristóteles(2007), Dijk (2010), Charaudeau (2010) e Perelman & Olbrechts-Tyteca (2010), por necessitar ancorar as minhas reflexões em pesquisadores que investigam o ethos discursivo e o institucional, a retórica, o gênero epidíctico, o poder discursivo, o discurso midiático e a nova retórica. Para a execução deste trabalho realizo uma investigação eminentemente qualitativa que se pauta na interpretação de dados, pois necessito captar a força retórico-persuasiva marcada pelo ethos do orador e dos seus enunciadores e, consequentemente, a intencionalidades das estratégias argumentativas que foram utilizadas.