logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: A SUBJETIVAÇÃO DE PROFESSORES DE ENSINO MÉDIO A PARTIR DO USO DA TECNOLOGIA EM SALA DE AULA
Autor(es): Paula Cristina Lameu. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave subjetivao,tecnologia,discurso
Resumo Apesar de fazerem parte do dia-a-dia da maioria dos alunos brasileiros, o giz e o quadro negro estão sendo considerados como recursos obsoletos no processo de ensino e aprendizagem de hoje. A partir da realidade de algumas escolas particulares de classe alta do Estado de São Paulo, nota-se o lugar de destaque que o uso das Novas Tecnologias da Informação (NTI) ocupa na rotina da sala de aula. Recursos como iboard (lousa interativa), netbooks e tablets estão sendo considerados como materiais básicos e fundamentais no processo de construção de conhecimento do aluno do século XXI. A temática desta pesquisa de mestrado envolve o processo de subjetivação e a constituição da identidade de alunos e professores sob a influência do uso dessas novas tecnologias da informação em sala de aula. Temos como objetivos identificar no discurso de alunos e professores, adotando uma perspectiva discursiva, quais são os efeitos de sentidos que o uso de recursos como iboard, netbooks e tablets em sala de aula possibilitam e analisar esses sentidos e em que refletem no processo de subjetivação do aluno e do professor. Partimos da hipótese de que as NTI estão sendo utilizadas em sala de aula como um dispositivo disciplinar, silenciando outros discursos sobre a escola e sobre o processo de ensino e aprendizagem. Utilizaremos a noção de dispositivo de FOUCAULT (1979) e (1988). Realizamos entrevistas estruturadas escritas em uma escola particular de grande porte, situada na região metropolitana de São Paulo. Essa escola faz parte de uma rede de escolas particulares com filiais dentro do Estado de São Paulo e na capital. Os entrevistados fazem parte da primeira série do Ensino Médio (por volta de 17 alunos) e seus professores (por volta de 15 professores). Na segunda etapa, realizamos outra entrevista com os mesmos sujeitos a fim de comparar os resultados e identificar os discursos presentes nas falas desses sujeitos. Neste trabalho apresentaremos alguns resultados preliminares sobre o processo de subjetivação dos professores.