logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Contribuições e necessidades da formação docente propiciada pelo Programa Bolsa Alfabetização: resultados da experiência realizada em uma Universidade municipal paulista
Autor(es): Maria de Ftima Ramos de Andrade, ANA SLVIA MOO APARCIO. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Formao docente,Programa Bolsa Alfabetizao,Estgio convencional
Resumo Nesta comunicação, nosso objetivo principal é evidenciar e discutir alguns aspectos do processo de formação docente de alunos de Pedagogia participantes do Programa Bolsa Alfabetização, implantado pelo governo do Estado de São Paulo desde 2007. Este trabalho insere-se no campo das pesquisas sobre formação do professor de língua materna, realizadas no âmbito da Linguística Aplicada. Os dados aqui focalizados foram gerados entre 2008 e 2012 e correspondem a: entrevistas feitas com alunos do curso de Pedagogia que realizaram seus estágios convencionais e com alunos que participaram do Programa Bolsa Alfabetização, denominados alunos bolsistas; e relatos reflexivos que estes últimos produziram ao longo de sua participação no Programa. Para a análise das entrevistas, optamos pela metodologia da Análise de Conteúdo, buscando identificar e comparar elementos do processo de formação propiciado pelo estágio convencional e pelo Programa Bolsa Alfabetização. Para a análise dos relatos reflexivos, utilizamos referenciais teórico-metodológicos do Interacionismo Sociodiscursivo, buscando identificar e compreender como os alunos bolsistas (re)configuram o agir do professor regente (o professor com quem ele atua em sala de aula) nos/pelos relatos reflexivos que eles produzem no âmbito do referido Programa. Os resultados das análises apontam que a formação dos alunos bolsistas, em relação à formação dos alunos que realizaram seus estágios de maneira convencional, difere, essencialmente, na construção pelos alunos da relação teoria e prática e da identidade docente. Nesse sentido, a formação propiciada pelo Programa é, de fato, mais produtiva, na medida em que possibilita a familiarização do futuro professor com o processo de ensino e aprendizagem na alfabetização nas diferentes situações didáticas que emergem nesse contexto. Contudo, as análises também evidenciam a necessidade de ampliação da formação do professor alfabetizador, mesmo a propiciada pelo Programa Bolsa Alfabetização, na direção dos estudos da didática das línguas, que aborda a análise das práticas de sala de aula privilegiando as formas de adequação do ensino às capacidades dos alunos, às interações, às tarefas realizadas, aos objetos efetivamente ensinados na aula, às ferramentas/instrumentos de ensino.