logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Produção científica e materialidade significante: a Revista FAPESP em análise.
Autor(es): Suzy Maria Lagazzi. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Discurso,Produo de conhecimento cientfico,Circulao da cincia
Resumo No espaço da circulação do conhecimento científico, analiso, na Revista Pesquisa FAPESP, a relação entre o texto verbal e as imagens na produção da legitimidade científica. Este estudo decorre de análise anterior, por mim realizada com capas da revista FAPESP, na qual pude compreender o papel marcante da imbricação entre imagem e texto verbal para o efeito de veracidade sobre os fatos enunciados como novidades científicas. Neste segundo momento da minha pesquisa tomo o corpo das matérias para melhor compreender essa relação de composição entre o verbal e a imagem na transformação da informação em conhecimento científico legitimado. Minha perspectiva teórico-metodológica é a da análise do discurso materialista, que trabalha no entremeio entre linguagem, história e sujeito, ressaltando a incompletude da linguagem, que sempre permite outros modos de formulação, a contradição da história, que se traduz em distintas condições de produção, e o descentramento do sujeito, que permite pensarmos em diferentes posições-sujeito. Nessa proposta materialista de análise, está posto ao analista o desafio de recortar o material selecionado, o que é feito sempre com base no confronto entre esse material e a pergunta do analista. Esse procedimento permite que o analista observe as regularidades de funcionamento discursivo do material e busque as marcas dessas regularidades. Em minha proposta específica, é na imbricação entre enunciados verbais e imagens que procuro as marcas das regularidades dos modos de agenciamento da informação em cientificidade. Discutindo a posição-sujeito do conhecimento científico em seu atravessamento pela posição-sujeito da informação, analiso a produção do efeito de veracidade científica sobre os fatos enunciados como ‘novidades’ pela revista, investindo no contraponto entre ‘anunciar’ esses fatos e ‘espacializar’ os mesmos fatos. A produção da notícia científica em uma revista de divulgação de ciência envolve a necessidade de despertar no sujeito leitor o interesse pela matéria divulgada, o que me faz buscar na relação entre ‘anunciar’ e ‘espacializar’ os funcionamentos discursivos que dão visibilidade a esse percurso de leitura pautado na legitimação científica. Interessa-me também, nesse processo de produção de conhecimento científico, o trabalho com o equívoco, na medida em que a relação entre a falha da língua e a contradição da história atravessa o contraponto entre informação e conhecimento científico. Compreender a posição-sujeito leitor projetada pela Revista Pesquisa FAPESP na imbricação das diferentes materialidades significantes que compõem as matérias da revista é o investimento deste trabalho.