logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Documentos em evidência: Kasato Maru (1908) e o princípio da Contextualização sob a perspectiva da Historiografia Linguística
Autor(es): Hiroco Luza Fujii Iwassa. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 22/10/2019
Palavra-chave Historiografia Lingustica ,Imigrao japonesa,Documentos escritos
Resumo Neste pesquisa, tratamos da análise de documentos escritos que envolvem a história do “Kasato Maru” (1908). O primeiro navio a oficializar a entrada de imigrantes japoneses no Brasil, permitindo a produção de documentos formais de relevante importância na oficialização dos laços históricos entre Brasil e Japão. Neste sentido, a pesquisa transita entre momentos e lugares distintos que contribuíram para a produção destes documentos. O primeiro momento, consiste na saída destes imigrantes no contexto Japão; e o segundo, trata-se da chegada desses orientais no Brasil e as formas de adaptação e instalação nas fazendas cafeeiras. As motivações de saída desses imigrantes para o Brasil fazem parte deste momento introdutório da pesquisa, visto a necessidade de expor o quadro geral político e econômico da época em ambos os cenários. O objetivo deste artigo consiste em analisar e contextualizar tais documentos sob a perspectiva da Historiografia Linguística. No sentido de verificar as condições de produção destas fontes documentais; valemo-nos do primeiro princípio da Historiografia Linguística: a Contextualização. Por se tratar de uma pesquisa histórica, a abordagem contextualizadora permite tratar tais fontes documentais de forma interdisciplinar, dando ênfase a outras dimensões que ultrapassam o campo linguístico, visando elementos externos à língua e permitindo um olhar mais amplo sobre esses documentos. Desse modo, esta pesquisa considera apenas os documentos que contribuíram, de certa forma, para o processo de entrada desses imigrantes japoneses no Brasil. Assim, apresentamos notoriamente uma parte da pesquisa, definida no Projeto para o Mestrado em Letras/ UEMS. A pesquisa tem caráter bibliográfico, para tanto, neste primeiro momento, auxiliamo-nos, metodologicamente em Koerner (1996) e autores que tratam da História do Brasil e da Antropologia Cultural, em especial. Vale ressaltar que, a busca deste trabalho está no distanciamento entre as condições de produção desses documentos e que, se dialogados com outras áreas de estudo, ganham maior relevância e consistência dentro do campo linguístico.