logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Polêmica e interincompreensão regrada nos discursos sobre ações públicas diante dos usuários de crack
Autor(es): Silma Ramos Coimbra Mendes. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 11/11/2019
Palavra-chave interincompreenso regrada ,anlise do discurso,identidade
Resumo A Polícia Militar de São Paulo vem realizando uma operação de combate ao tráfico de drogas na região conhecida como cracolândia, no centro da cidade, desde janeiro de 2012. O objetivo declarado do Estado consiste em impedir o acesso às drogas pelos dependentes, por meio de ocupação policial, forçando-os a procurar ajuda especializada junto à rede municipal de saúde e assistência social. A eficácia da estratégia, chamada “dor e sofrimento, entretanto, vem sendo questionada por especialistas em segurança pública e saúde. O objetivo desta comunicação é refletir sobre essa questão, a partir de uma perspectiva discursiva. Para tanto, centra-se no referencial teórico da Análise do Discurso de orientação francesa, tendo como base o dispositivo teórico-metodológico de Dominique Maingueneau. O corpus é composto por enunciados extraídos de dois jornais de grande circulação e notoriedade da cidade de São Paulo: Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo, nas semanas seguintes à ação do Estado. Foram acionados, como chave de entrada à análise dos dados, o princípio de interdiscurso e a noção de interincompreensão regrada. Em Gênese dos Discursos (1984/2005), Maingueneau reflete sobre o caráter constitutivo da relação interdiscursiva que faz com que a interação semântica entre os discursos seja vista como uma espécie de tradução regida por regras. Explica que, a fim de constituir sua identidade e preservá-la no interior de um espaço discursivo, o discurso não pode haver-se com o Outro como tal, mas somente com o simulacro que constrói dele. Os simulacros derivam, portanto, de uma relação de embate entre formações discursivas, ou seja, não são já ditos, mas derivam do interdiscurso, o que quer dizer que só vêm à existência como efeito da polêmica. Os resultados do estudo permitiram entrever que, nesse espaço discursivo, são produzidas não só enunciações em conformidade com as regras de sua própria formação discursiva, mas também as que, por estarem em relação de antagonismo com o Outro, tem o seu sentido não compreendido, pois sua interpretação é realizada a partir das categorias do registro negativo de seu próprio sistema.