logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE A CONSTRUÇÃO DE UM DICIONÁRIO OFAYÉ (MACRO-JÊ): UMA LÍNGUA EM PERIGO DE EXTINÇÃO
Autor(es): Rogrio Vicente Ferreira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Lxico,Ofay,Lnguas Indgenas
Resumo O trabalho lexicográfico envolve aspectos complexos e de conhecimento técnico para a compilação de um dicionário (HAENSCH, 1982, p.452). Quando se pensa na coleta de dados, nem sempre se consegue o que a metodologia de campo aponta, ou seja, um informante ideal (KIBRIK, 1971, BOWERN, 2008), as condições ideais e o envolvimento de todos da aldeia. Acrescenta-se a isso o problema das línguas em perigo de extinção. Esse é o caso, por exemplo, da língua ofayé, um grupo de 41 indivíduos, localizados no Mato Grosso do Sul e que residem próximoa cidade de Brasilândia, na reserva indígena ofayé. A coleta de dados teve como objetivo primordial de fazer um levantamento de itens lexicais das várias classes de palavras, tendo como suporte gramatical a tese de Oliveira (2006) e materiais linguísticos publicados. Chelliah e Reuse (2011) afirmam o seguinte: " Não é impossível para um linguista compliar um dicionário tendo como base uma gramática, texto de coletânea e notas de campo lexicais não publicadas, mas é impossível compilar uma gramática compreensiva tendo como base um dicionário e textos de coletânea" (p. 227). A primeira dificuldade encontrada foi a inconsistência das análises anteriores; em um segundo momento, o problema apresentado foi em relação a coleta de dados, pois os informantes tinham dificuldade em lembrar itens lexicais, principalmente os culturais, isto é, que envolvem rituais, nomes de objetos pertencentes à histórias mitológicas, entre outros, por não mais utilizarem a língua no seu cotidiano. Diante disso, procurou-se voltar a atenção para a coleta de um maior número de itens lexicais que os informantes ainda dominavam e ao mesmo tempo buscar reanalisar o material gramatical disponível. Ao nos depararmos com esta situação, o foco da coleta para o estudo lexicográfico mudou. Assim, buscou-se focar no registro de material que ainda permanecia vivo na mente dos falantes. O povo ofayé tem consciência da perda da língua e está na busca de tentar manter, pelo menos, o registro do que ainda há dessa língua, o que vai ao encontro de se reconhecerem como um povo indígena dessa região. Com isso, o trabalho lexicográfico ganha uma importância ímpar, pois não é apenas um “simples dicionário” de mais uma língua, mas um documento histórico que se está construindo.