logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Nomeações e Designações na constituição da Linguística no Sul
Autor(es): Tas da Silva Martins. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave nomeao,designao,discurso
Resumo Buscamos, em nosso trabalho, tecer uma relação entre AD e História das Idéias Lingüísticas (doravante HIL), pois é nesse entremeio que nos inscrevemos teoricamente. Inserimo-nos em uma perspectiva teórica que pode ser entendida ao modo de uma articulação entre AD e HIL, tal como formula Nunes ao afirmar que “há uma produtividade específica quando a AD se posiciona no entremeio com a HIL” (2007, p.03). Nessa perspectiva teórico-analítica, o analista lança sobre o corpus um olhar diferenciado do pesquisador que faz a historiografia de uma disciplina, na medida em que não (só) ‘conta’ uma história, mas se insere em ‘uma’ história para movimentá-la, para indagá-la, para pôr em diálogo os arquivos que a constituem, para trazer outros à tona, para instaurar uma ‘historicidade’, tendo em vista que a questão que se coloca não é a de linearidade temporal, e sim a temporalidade que constitui o texto (cf. Orlandi, 1996). Destacamos que a questão por nós levantada sobre a constituição disciplinar dos estudos do discurso será abarcada por uma questão teórica que diz respeito à constituição disciplinar contemporânea, a qual acreditamos nos permitirá compreender de que forma uma ciência, uma teoria, um campo do saber é disciplinarizado (a). Propomos, para trabalharmos com esta questão disciplinar, analisar a constituição política do jogo das nomeações e renomeações que permeiam o processo de disciplinarização da Linguística no Sul, por meio de arquivos referentes aos estudos do discurso no interior dos programas da disciplina de Linguística de instituições gaúchas. Nomeações que, para nós, levam a designações, mas não como conceitos sinônimos. Com isso, consideramos que diferentes designações podem estar carregadas com um mesmo sentido ou com sentidos diferentes, o que não modifica o objeto e sim as formas de apresentação (e de representação) desse objeto. E, que o movimento de nomeação e renomeação de uma disciplina faz parte de uma política que busca renomear para poder designar de outra forma. Ao renomear os conceitos mobilizados também são outros. Essas renomeações podem levar a uma nova designação.