logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Articulando letramentos acadêmicos e digitais em práticas de um curso de Letras
Autor(es): Flvia Danielle Sordi Silva Miranda. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 21/10/2019
Palavra-chave Letramentos acadmicos,Letramentos digitais,gneros
Resumo Este trabalho constitui parte de pesquisa de doutorado, em andamento, no IEL-Unicamp que tem por objetivo geral investigar práticas letradas desenvolvidas no Ensino Superior, particularmente, no curso de Letras da Unicamp, acompanhando alunos que realizam disciplina de estágio e estão no terceiro ano da graduação, focalizando o uso do digital e quais suas implicações para os letramentos acadêmicos. Especificamente, pretende-se verificar quais as “dimensões escondidas” (STREET, 2010) do trabalho com gêneros acadêmicos que requerem novas tecnologias, a presença (ou não) de conflitos em atividades de produção e observar como os graduandos veem-se diante de suas futuras docências com alunos que, provavelmente, dominarão TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação). Os dados trazidos para apresentação compõem-se de gravações de encontros presenciais dos alunos na disciplina em que discutem acerca de práticas de escrita na universidade e de suas próprias produções acadêmicas (resumos, resenhas e artigos, entre outros), bem como de entrevistas individuais e de fóruns de discussão on-line disponíveis na plataforma Teleduc de apoio à disciplina. Trata-se de pesquisa qualitativa, na Linguística Aplicada, de base etnográfica cujos dados são analisados à luz do dialogismo bakhtiniano e dos Novos Estudos do Letramento, visto que se centra na crítica de práticas universitárias dominantes e de concepção tradicional de escrita como conjunto de habilidades técnicas, considerando-a como forma de mobilizar relações de poder e construir identidades nas instituições acadêmicas (DELCAMBRE & LAHANIER-REUTER, 2012). Embora a pesquisa não esteja findada, pelas análises preliminares já foi possível notar que os letramentos acadêmicos admitem situações específicas de escrita distintas de outros contextos, ainda que ligados ao ensino-aprendizagem (FIAD, 2011); o que, muitas vezes, gera frequente conflito que emerge quando estudantes com diferentes formações escolares, de etnias e classes sociais diversas convivem na academia e são solicitados a produzirem gêneros – alguns, inclusive, não familiares – e não conseguem corresponder às expectativas dos docentes. Ademais, é preciso reconhecer que várias práticas acadêmicas perpassam o uso das TIC, seja como ferramentas para desenvolvimento de trabalhos (computadores para escrever textos, internet para consulta e pesquisa, conversas on-line para desenvolvimento de tarefas coletivas) ou como objetos produzidos em si: há vários professores universitários que solicitam aos graduandos a produção de gêneros multimodais e multimidiáticos. Dessa forma, articulando letramentos acadêmicos e digitais, tenciona-se com a pesquisa colaborar com reflexões para o entendimento das práticas letradas no Ensino Superior e identificar situações que exigem modificações, a fim de que os graduandos sejam beneficiados.