logo

Programação do 61º seminário do GEL


61º SEMINáRIO DO GEL - 2013
Título: Investigando a relação leitura/escrita: uma análise do estatuto leitor do escrevente pré-universitário
Autor(es): luiz andre neves de brito. In: SEMINÁRIO DO GEL, 61 , 2013, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2013. Acesso em: 14/10/2019
Palavra-chave gnero redao de vestibular,escrita pr-universitria,estatuto leitor
Resumo Inserido na linha de pesquisa de estudos de linguística aplicada do português, este trabalho faz parte de uma pesquisa cujo objetivo central é descrever e analisar textos produzidos em situação de avaliação, mais precisamente, redações escritas no concurso vestibular da FUVEST. No contexto desta pesquisa, a redação de vestibular é vista como um texto marcado por atividades de leitura tanto internas ao evento (por exemplo, a encenação da leitura dos textos da coletânea) quanto externas ao evento (por exemplo, a encenação de leituras escolarizadas ou do cotidiano que atravessam a leitura dos textos da coletânea). Nesse sentido, a redação de vestibular mostra-se um material interessante para análise das marcas interdiscursivas reveladoras dos percursos de leitura encenados pelo escrevente pré-universitário. Para mostrarmos como o gênero redação de vestibular emerge de uma prática interdiscursiva, partimos dos pressupostos (i) de que linguagem e instituição estão constantemente imbricada e (ii) de que nós falamos com as palavras dos outros para construirmos nossos discursos (isto é, é impossível um enunciador definir seu posicionamento sem correlacioná-lo a outros). Dito isso, nossa unidade de análise centra-se na investigação do modo como o escrevente pré-universitário inscreve seu estatuto leitor (sua prática de leitura) nos interstícios dessa prática escrita. A análise é conduzida pela hipótese de que o estatuto leitor do escrevente, no interdiscurso, é constituído por uma dispersão de leituras, enquanto, no intradiscurso, o estatuto inscritor do escrevente é chamado a dar “nó” a essa dispersão. Para perseguirmos essa hipótese, inscrevemo-nos em um espaço teórico-metodológico marcado pela relação entre as reflexões desenvolvidas pelos novos estudos de letramento e as abordagens linguístico-discursivas de fatos da linguagem, em especial, daqueles ligados à heterogeneidade enunciativa que fazem explodir a transparência da linguagem e a unidade do sujeito. Centrado em torno de uma questão maior de linguagem: a dimensão dialógica da palavra, o estudo desenvolvido atenta-se para o acontecimento discursivo de como o escrevente pré-universitário, por meio do seu trabalho com a linguagem, inscreve no fio discursivo do texto a dialogia com o já-lido. Os dados desse estudo foram extraídos de um corpus constituído por 302 textos produzidos por candidatos aprovados em primeira chamada no Concurso Vestibular 2007 para ingresso na Universidade de São Paulo. Enfim, o objetivo desta comunicação é tocar na relação existente entre as práticas de leitura e escrita em contexto escolar, centrando-se, mais precisamente, na discussão sobre o estatuto leitor do escrevente pré-universitário.