O GEL (Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo ) teve suas bases assentadas no dia 29 de janeiro de 1969, data em que um pequeno grupo de profissionais se reuniu na Universidade de São Paulo (USP) com uma ideia em comum: a constituição de uma associação de estudos de linguística. A reunião, convocada pelo Prof. Isaac Nicolau Salum, Professor Titular de Filologia Românica da USP, tinha a função de institucionalizar a proposta antes formulada pelo professor Ataliba Teixeira de Castilho da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL) à época. O objetivo do GEL, quando de sua fundação, era promover seminários semestrais, que seriam realizados no interior do Estado com a intenção de compartilhar informação científica e promover o progresso da pesquisa linguística . Os associados se encarregariam de levantar problemas que seriam, posteriormente, debatidos em mesas-redondas. Aprovada a ideia, elegeu-se a primeira Diretoria, composta por Ataliba Teixeira de Castilho, da antiga FFCL de Marília, seu primeiro Presidente, Cidmar Teodoro Pais, da FFLCH-USP, seu primeiro Secretário, e Francisco da Silva Borba, da antiga FFCL de Araraquara, seu primeiro Tesoureiro. Desde 1969, seus associados mantêm regularidade na realização de  seminários e na publicação  das revistas Estudos Linguísticos e Revista do GEL, revelando  a fecundidade  da pesquisa linguística do Estado de São Paulo. Para conhecer um pouco mais a história do GEL, consulte os links abaixo ou ainda a documentação disponível sobre a associação no Centro de Documentação Cultural "Alexandre Eulálio" (CEDAE), sediado na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).